domingo, 16 de setembro de 2018

Flamengo pressionado e precisando dar a volta por cima

Alguns pedem raça, outros perseguem jogadores como é o caso do Rodnei, uns veem como solução a troca pura e simples de treinador, alguns tiram proveito político da situação que se repete ano após ano.
O Flamengo está em uma situação que muitos dirigentes e torcedores invejam, dinheiro para contratar, tem jogadores de renome, disputa títulos importantes como o Brasileirão e a Copa do Brasil, todos os anos entra como um dos favoritos para avançar etapas da Copa Libertadores.
O que há de errado então? O que faz que ano após ano passemos por tantos desapontamentos?
A resposta não é simples, mas uma coisa todo flamenguista já sabe, o presidente é muito bom gestor mas está longe de ser alguém indicado para gerir futebol. Nossas contratações são boas, porém são muito mal planejadas, é lógico, qualquer torcedor, de qualquer clube, quando ouve a notícia que seu clube está tentando contratar jogadores como Diego, Éverton Ribeiro, Vitinho e Cia, este torcedor fica contente e torce para que este negócio se concretize, quem não torceria? Só que um dos problemas é que todos os grandes reforços chegam em meio a temporada brasileira, vindos de outros "mudos futebolísticos" e por mais que a bola seja redonda, que o campo e a regra sejam as mesmas, em alguns casos isto atrapalha, não adianta falar que quem é bom chega e arrebenta pois a verdade é que cada um tem seu tempo um vai chegar e matar a pau e outro vai levar semanas, talvez meses para se acertar, é assim na vida e no futebol.
A falta de experiência e conhecimento do que é gerir futebol se confirma com decisões equivocadas lembro do caso Rueda que se arrastou por um bom tempo da dúvida se ele ia ou não ficar, só que lembro que mesmo antes da contratação do treinador já havia a notícia de que ele provavelmente assumiria uma seleção, que era essa a sua prioridade, porque então o Flamengo insistiu na contratação? Insistiu para agradar a torcida e isto está errado, a torcida deve ser agradada com boas campanhas e principalmente título se é ou não com jogador ou treinador de sua preferência é um mero detalhe que cairá no esquecimento se o título vier.
Outro ponto que chama a atenção é a falta de "time" para manter ou demitir um treinador, o Flamengo está cometendo com o Barvieri o mesmo erro que cometeu com o Zé Ricardo, insistir no que não vai dar certo, não que futuramente estes treinadores não possam se tornar vencedores, mas quando você percebe que em determinado momento o profissional não esta sabendo o que fazer para mudar a situação, e é isto que está a acontecer com o Barbieri, tira centroavante quando é para colocar, não enxerga que os jogadores não encaixam neste esquema, apesar do bom momento pré copa, não entender que não colocar o time titular em partidas do Brasileirão para poder avançar nos mata matas não é a mesma coisa que abrir mão do campeonato e sim pura e simplesmente tentar ganhar um jogo com seus titulares e que, se não ganhar este ou outro jogo nos pontos corridos não será o fim do mudo, pois dá para se recuperar lá na frente se a distância não for muito grande e que no mata a chance de recuperar um resultado é muito mais difícil, talvez o que falte ao nosso atual treinador é a mesma coisa que falta à nossa direção, firmeza para bancar determinadas decisões e isto faz parte de todo grande treinador, todo treinador vencedor. Outro ponto que sempre lembro com todos os nossos treinadores com exceção do Rueda e em determinado momento o Carperiane, é por qual motivo não se insiste na base? Temos o Paquetá e o Leo Duarte no time titular, mas o primeiro se tornou titular por ter tido oportunidade em um momento de necessidade e devido ao treinador da época ter bancado sua permanência, mas até então, ele não recebia chances, o Leo Duarte o qual sempre defendi que deveria ser titular, só teve sua permanência mantida em um determinado momento devido à contusão dos titulares da época, senão não estaria jogando, pergunto a todos, será que o VG(Vitor Gabriel), Ronaldo, Jean e outros treinam tão mal que não mereçam oportunidades? Não precisa chegar e colocar de titular de cara, mas dar chances com frequência, porque não/ Afinal houveram oportunidades para Rômulo, Arão(voltou a jogar bem), Pará e outros mais, será que os da base não fazem por merecer?
Mais um ponto que sempre vem à tona é a relação entre jogadores em diretoria, em especial com nosso presidente que não consegue demonstrar para nossos jogadores que o Flamengo é um empregador que paga bem e paga em dia e os jogadores são profissionais que devem sim ser cobrados por resultados, afinal foi para isto que eles foram contratados, para acumular vitórias e títulos e não para justificar derrotas, pois para isto não há necessidade de investir, concordam?
Não estou aqui crucificando os jogadores, acho que eles tem tido postura profissional, estão se dedicando, não consigo enxergar falta de raça, o que enxergo é uma gestão perdida no futebol, como flamenguista a única coisa que posso desejar é que este mesmo elenco dê a volta por cima, indo a São Paulo e trazendo a classificação para a final da Copa do Brasil, tá difícil mas está longe de ser impossível e também acredito que com planejamento, estratégia, apostando que poupar o time para a Copa do Brasil não tem nada de errado e que pode até trazer bons frutos, dá para recuperar e lá na frente pensar em título, este é o momento de motivar jogadores que não estão atuando a ajudar o Flamengo nesta conquista, conquista esta para o clube e para suas carreiras só que para isto é preciso uma coragem que parece não existir no comando técnico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo querido flamenguista, expresse sua opinião.

Flamengo: Eduardo Bandeira de Mello e a Nebulosa venda de Paquetá

Pois é, foram dois mandatos como mandatário do maior clube do Brasil, o Flamengo, seis anos entre acertos administrativos acertados quando ...