terça-feira, 1 de maio de 2012

Love, Deivid, Kleberson e Renato servem de exemplo

     Mesmo que alguns dos nomes que eu citei não estejam em bom momento ou estejam entre altos e baixos uma coisa é certa, são exemplo a seguir. O Deivid, está há quase dois anos sem receber o que é de direito, ainda assim, evitou de vir a público reclamar e tumultuar ainda mais o já conturbado ambiente rubro negro, sempre se dedicou nos treinamentos, sem faltar a nenhum, se empenhando nos jogos apesar dos maus momentos, deve ser tratado como verdadeiro rubro-negro, o Kleberson em seus altos e baixos foi outro que nunca desanimou, nunca choramingou por falta de oportunidades ou por ser preterido, trabalhou em silêncio se dedicou mostrou como um profissional e homem de valor deve se comportar, hoje, finalmente vive um bom momento, o Renato, apesar de a meu ver estar mais próximo da aposentadoria, visto que sua grande qualidade sempre foi o vigor e a raça com que sempre se dedicou em campo também é outro que merece ser citado, honesto, sincero, profissional e dedicado, é outro que nunca chorou mágoas por trás ou pela frente, sempre teve postura digna perante o clube e a torcida, merece os parabéns também, o Love, o que falar de Wagner Love, sempre teve prestígio junto ao clube russo, e se quissesse, estaria fácilmente em algum clube europeu ganhando rios de dinheiro e em dia, mas o amor verdadeiro que nutre pelo clube e pela nação rubro-negra o trouxe de volta a raça e a dedicação costumeira começaram antes mesmo de entrar em campo, ficou treinando na praia antes da negociação ser fechada para chegar ao time em forma ou perto disso, na sua passagem anterior ficou meses sem receber o salário e nem por isto veio a público chorar ou tumultuar o ambiente, seguiu firme, decidido e dedicado para ajudar ao time e ao clube com todos os problemas que o cercavam, separação no casamento, imprensa na cola para mostrar sua vida noturna (cada um deve fazer como achar melhor desde que se garanta em campo e ele se garante). Vou citar agora dois que não estão no título do post, Adriano e Ronaldinho Gaúcho, Adriano em seu primeiro retorno ao Flamengo teve inúmeros problemas, mas pelo que me lembro, todos fora de campo, com a camisa do Mengão, ele correu, suou, foi artilheiro, sua principal função, com ele em campo os adversários pensavam duas vezes antes de partir para cima, afinal, o Imperador estava em campo, um jogador que mesmo com uma quantidade de partidas bem menor foi co-artilheiro do campeonato brasileiro, querem falar dele? falem, mas deixem sua vida particular por conta dele, afinal ele é atleta de futebol não padre, apenas torço para que ele ajeite não apenas sua vida profissional, mas a particular, para que alcance a felicidade que todos desejam, que DEUS ilumine os pensamentos e as atitudes dele e que ele venham para o Flamengo sim, mas que venha o Adriano que se tornou o Imperador.
O Ronaldinho Gaúcho, o que falar? muitos alegam que ele está jogando pouco por estar com os salários atrasados, será isso mesmo? Olhem os comentários acima, existem vários exemplos de situações idênticas a dele, e no caso dele resta perguntar, quando o salário estava em dia, e esteve por um bom tempo, qual seria a justificativa para um rendimento tão pífio, tão abaixo das espectativas de um jogador da qualidade que todos nós sabemos que ele possui? Por que motivo um jogador que deveria agregar e ter o bom senso de que em nenhum momento justificou tão alto investimento feito por um clube que esperava que ele trouxesse alegria aos flamenguistas e retorno financeiro ao clube? Qualquer pessoa com o mínimo de informação sabe que a alegria e o retorno financeiro que se esperavam dele passariam diretamente pelo que ele faz em campo e pelo comportamento fora dele, não tem mais condições de dar retorno? Porque continua? Também se espera de um jogador como ele que tenha postura a postura de quando não tiver mais vontade ou condições de se dedicar, de se aposentar, isso mesmo, aposentar, se pararmos para pensar, essa situação não começou no Flamengo, começou no clube onde ele teve seu apogeu, seu rendimento caiu bruscamente, então o clube catalão aceitou vendê-lo, passou pelo Milan, isso mesmo, passou pois não jogou, alternando alguns bons momentos, com momentos de omissão, até chegar ao ponto do clube milanês aceitar se desfazer dele, mesmo sabendo de tudo isto, sabendo deste momento, reclamou por não estar sendo convocado pelo Dunga, muitos brasileiros e jornalistas criticaram o treinador por conta disso, e agora, o que acham?
Ronaldinho, você é um ex-jogador em atividade? ou alguém que vai ressurgir, com regularidade e não com alguns momentos de bom futebol para viver pequenos períodos de calmaria? se não for para jogar pelo menos 70% do que você sabe e pode jogar, pelo menos nos deixe livres do desprazer de ter que falar que um cara que amamos não serve mais para jogar futebol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo querido flamenguista, expresse sua opinião.

Flamengo: Gastar milhões de euros com Mariano é correto?

Eu venho me fazendo esta mesma pergunta há dias, desde o boato que diz que o Flamengo está interessado na compra do jogador. Sinceramente...